Pular para o conteúdo
Início » Candidíase: O que é, como tratar?

Candidíase: O que é, como tratar?

A candidíase tem como sintomas principais a coceira, dor, vermelhidão e secreção. Mas porque, as vezes, ela pode ser recorrente?

O que é candidíase e como identificar e tratar
Foto: amor saúde – Confira os sintomas da candidíase – O que é candidíase e como identificar e tratar

O que é a candidíase vaginal?

Primeiramente, é importante destacar que a candidíase vaginal é uma infecção causada por um fungo chamado Candida albicans, que desequilibra a flora vaginal trazendo alguns desconfortos.

Sobretudo, esse fungo se manifesta em homens e mulheres, mas é mais recorrente nas mulheres. Segundo uma pesquisa realizada em 2020 pelo IBOPE, 52% das mulheres já tiveram candidíase, pelo menos uma vez na vida.

A doença é associada a queda de imunidade, uso de antibióticos, à gravidez e entre outros. Não é uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser transmitida também pelo sexo.

De modo geral, a candidíase ocorre por conta do desequilíbrio na flora vaginal, com produção em excesso de algum micro-organismo, ou proliferação de outros, que não sejam comuns à região íntima.

Ficar atenta aos sinais da candidíase

Infelizmente essa doença pode afetar várias partes do corpo. Incluindo a boca, a garganta, a pele, os órgãos genitais (tanto em homens quanto em mulheres). E até mesmo o sangue em casos mais graves.

Os sintomas da candidíase podem incluir coceira, vermelhidão, inchaço, dor e secreção, dependendo da parte do corpo afetada.

Agora que você sabe o que ela é, vem conferir quais as causas dessa doença e quando devemos procurar um médico para o tratamento:

Principais causas da candidíase

  • Uso de antibióticos: O uso excessivo de antibióticos pode matar as bactérias saudáveis. Elas que mantêm o crescimento excessivo de Candida sob controle.
  • Gravidez: As alterações hormonais durante a gravidez podem tornar as mulheres mais suscetíveis.
  • Diabetes: As pessoas com diabetes têm níveis mais altos de açúcar no sangue. Isso pode alimentar o crescimento excessivo de Candida.
  • Sistema imunológico enfraquecido: Pessoas com sistema imunológico enfraquecido, como aquelas que têm HIV / AIDS, estão mais suscetíveis.
  • Uso de contraceptivos orais: A pílula anticoncepcional, sobretudo, pode alterar o equilíbrio hormonal do corpo e basicamente aumentar o risco de candidíase.
  • Roupas apertadas e tecidos sintéticos podem aumentar a umidade na área genital. Com isso, cria-se um ambiente propício para o crescimento de Candida.
  • Uma dieta pobre em nutrientes essenciais e rica em açúcar e carboidratos pode alimentar o crescimento excessivo de Candida.
O que é candidíase e como identificar e tratar
Foto: Nova natural – O que é candidíase e como identificar e tratar

Quais são os sintomas da candidíase?

Sobretudo, sempre é bom lembrar que se sentir qualquer um desses sintomas da candidíase é bom procurar um ginecologista. Esses sintomas também são de outras doenças, como por exemplo a gonorreia.

  • Ardência na vagina;
  • Vermelhidão, coceira e inchaço na região íntima;
  • Corrimento vaginal, normalmente na cor esbranquiçada ou esverdeada;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Pequenas fissuras na pele ou mucosa.

Qual é o tratamento adequado para candidíase?

Geralmente, o tratamento da candidíase é realizado a partir da utilização de pomadas e cremes específicos ou então de medicamentos orais. Porém isso depende da infecção e, sobretudo, da área afetada. Contudo, é fundamental a consulta com um ginecologista, para ter certeza do diagnóstico e do tratamento mais adequado.

A candidíase geralmente é tratada com antifúngicos, que podem ser administrados por via oral, tópica ou intravenosa. Além disso, a manutenção de uma boa higiene pessoal, a redução do consumo de açúcar e carboidratos refinados e o uso de roupas íntimas de algodão podem ajudar a prevenir a candidíase.

  • Usar roupa íntima de algodão, pois permitem que a pele respire;
  • Lavar a região genital somente com água e sabonete neutro ou sabonete próprio para a região;
  • Dormir sem roupa íntima, sempre que possível;
  • Evitar absorventes internos;
  • Evitar ter contato intimo desprotegido durante o tempo de tratamento;
  • Troque com frequência o absorvente caso esteja menstruada. O recomendado é de 3 em 3h;
  • Evite o uso de roupas apertadas e sobretudo molhadas por muito tempo;
  • Não use produtos perfumados ou que causem irritação na área genital.
  • Sobretudo o tratamento mais importante é a prevenção.
Qual é o tratamento da candidíase?
Foto: Viva Saúde – mudança de habito no dia a dia evita a candidíase

Tá, mas como prevenir da candidíase?

Se liga, vamos te dar dicas de como você pode se prevenir em relação a essa doença. De modo geral, esperamos que você entenda que a candidíase é super comum em mulheres. E é preciso ter algumas dicas em mente para evitá-la. E alguns detalhes, sobretudo, do dia-a-dia são importantes para a saúde vaginal.

  • Como dito anteriormente, evite usar roupas muito apertadas;
  • Cuidar da higiene íntima, mas não em excesso, pois pode desregular a flora vaginal. Ou seja pode lavar a preciosa, mas não muito. Pois a vagina é uma parte do corpo que possui um equilíbrio delicado de bactérias e pH. Por isso, é importante que as mulheres evitem lavá-la em excesso para não perturbar esse equilíbrio e aumentar o risco de infecções. A American College of Obstetricians and Gynecologists recomenda que as mulheres evitem a lavagem interna da vagina. Já que isso pode perturbar o equilíbrio natural e aumentar o risco de infecções. No entanto, a área externa da vulva pode ser lavada com água e sabão suave diariamente.
  • Preferira sabonete neutro ou de pH neutro;
  • Não realize ducha vaginal;
  • Manter a vagina seca e arejada, evitando, por exemplo, ficar com roupa molhada por muito tempo;
  • Praticar exercício físico, diminuindo estresse e ansiedade;
  • Manter uma alimentação saudável, evitando a ingestão excessiva de doces e carboidratos.

Faço e já fiz tudo o que foi dito anteriormente, mas volta e meia o problema retorna

Uma das razões pelas quais a candidíase pode voltar é porque as condições que favorecem o crescimento excessivo do fungo ainda estão presentes no corpo. Isso pode incluir fatores como uma dieta rica em açúcar e carboidratos, uso excessivo de antibióticos. Como também o estresse, alterações hormonais ou, sobretudo, um sistema imunológico enfraquecido.

Além disso, a candidíase pode ser uma infecção recorrente em algumas pessoas. Especialmente em pessoas com um sistema imunológico comprometido. Isso pode tornar o corpo menos capaz de combater a infecção e permitir que o fungo cresça novamente.

Por isso, é importante consultar um médico para determinar a causa subjacente da candidíase. E assim obter um tratamento adequado para evitar recorrências. Além disso, é importante tomar medidas para evitar a disseminação da infecção. Como manter as áreas afetadas limpas e secas, e usar roupas íntimas de algodão.

Enfim, gostou da matéria do dia? Ainda tem alguma dúvida?

Vem conferir mais uma matéria do Blog: Stealthing – O que significa e onde devo procurar ajuda ?

Fontes: Drauzio, minhavida, Tuasaúde, e ai rolou?

Luara Ariel em blogbeyou
Meu nome é Luara Ariel, tenho 24 anos, nasci em Goiânia. Sou uma taurina nata e adoro tudo que envolva comida kkkkk. Sou formada em Jornalismo e já trabalhei como repórter e também na redação on-line. Já participei da cobertura de alguns eventos como as eleiçõese copa do mundo. Atualmente sou corretora de imóveis. Amo tudo que envolva esporte, música e politica.