Pular para o conteúdo
Início » Inteligência emocional- O que é, como ter e como usá-la ao seu favor?

Inteligência emocional- O que é, como ter e como usá-la ao seu favor?

Você sabia que a inteligência emocional pode fazer transformações significativas na sua vida profissional e pessoal? Se não sabia, vem entender tudo

O que é inteligência emocional e como ter uma
Fonte: Marmo Contábil – O que é inteligência emocional e como ter uma

Primeiramente, você também usa aquelas famosas historinhas para boi dormir, para não fazer aquilo que te desafia? Usa como desculpa a sua insegurança, timidez ou até mesmo, acontecimentos do passado para evitar de fazer qualquer coisa que te tire da sua zona de conforto? Se sim, então você precisa entender sobre inteligência emocional.

Basicamente, se você diz com frequência “Ah, não vou nem tentar é difícil demais”, ou então, “Eu sou muito insegura, por isso nunca vou conseguir”, talvez essa matéria possa resolver a metade dos seus problemas. Afinal, com a ajuda de alguns especialistas eu irei tentar te ajudar a entender melhor suas emoções e te ensinar a lidar melhor com os famosos “pontos fracos”.

Vale destacar, que o Blog da Emilly Krishna conseguiu uma super entrevista com a master coach Geovanka Lima. Inclusive, ela é também analista comportamental e idealizadora da marca Permita-se ir além. Então vem conferir mais detalhes.

https://www.instagram.com/p/CC1CvnRphIP/

Afinal, o que é a inteligência emocional?

inteligência emocional x emoção
Fonte: Contador Parceiro – O que é a inteligência emocional?

Acima de tudo, a inteligência emocional é a compreensão de como as emoções podem ocorrer dentro de nós. Além disso, é também saber compreender quais são as melhores formas para você agir mediante essa compreensão.

Para a master coach, Geovanka Lima a inteligência emocional é “A capacidade do indivíduo de conseguir usar suas próprias emoções para se auto promover e não se tornar refém único e exclusivamente delas.” Inclusive, para a Gê, a inteligência emocional está muito mais envolvida em um desenvolvimento de competências emocionais do que simplesmente de entender cognitivamente o que ela significa.

Basicamente, a pessoa precisa saber utilizar suas próprias emoções para se auto promover e não se tornar refém delas. A Gê ainda complementa “Então a inteligência emocional é um desenvolvimento emocional de competências tanto pessoais do próprio indivíduo quanto sociais do indivíduo com o externo. Ou seja, é o relacionamento da pessoa com ela mesma, com o relacionamento da pessoa com o ambiente que ela está inserido.”

Afinal, a inteligência emocional está interligada com a sua capacidade de relacionar bem com outras pessoas. Por isso, que ela está diretamente ligada com o seu perfil. Tanto é que o nível de inteligência varia de pessoa para pessoa. Até porque, alguns conseguem desenvolvê-la mais do que outros.

Ou seja, a inteligência emocional precisa ser sentida, para fazer sentido. Calma, não se desespere se ainda não entendeu. Até porque, para que você consiga interpretar ainda melhor esse assunto, você antes precisa saber diferenciar o que são as suas emoções.

Aliás, você sabe o que é a emoção?

inteligência emocional
Fonte: Lunetas

Se você, assim como eu, pensou que emoção é tudo aquilo que sentimos, você também está enganada. Para você entender de forma assertiva, separei uma explicação do Pedro Calabrez, professor da ESPM, sócio da Neuro Vox e especialista em psicologia e em Neurociência.

Basicamente, para ele a emoção é o programa computacional do nosso cérebro o qual envolve uma relação com todo o corpo, que essencialmente é automático e por isso te moverá para a ação. Ou seja, a emoção é um jeito eficiente que a natureza fez para que a gente se comporte de uma maneira eficaz sem perder tempo. Porém, é absolutamente automático.

Então, nem adianta achar que você consegue controlar suas emoções, pois você não consegue. Inclusive, você consegue controlar o seu coração, quando começa a gostar de uma pessoa? Não né? Pois é.

Contudo, você consegue controlar alguns comportamentos, os quais podem fazer com que haja uma alteração emocional. Como por exemplo, a meditação. Essa prática te permite controlar sua respiração e indiretamente, faz com que você sofra algumas alterações emocionais. Porém, a emoção mesmo, é impossível de controlar.

Como quebrar padrões limitantes?

inteligência emocional - Como quebrar padrões limitantes?
Fonte: Eu sem fronteiras – Como quebrar padrões limitantes?

Primeiramente, é importante que você entenda que assim como a inteligência emocional é um reflexo comportamental, a ansiedade, insegurança, instabilidade e o medo também são.

Dessa forma, por serem questões comportamentais, eles acabam sendo pautados em crenças e valores. Ou seja, em tudo aquilo que ele acredita e valoriza.

Sobretudo, quando uma pessoa não consegue quebrar o fluxo de insegurança, ou quando ela não consegue quebrar esses comportamentos sabotadores, ela acaba criando aquelas historinhas para boi dormir. Como por exemplo, “ah eu não consigo não, é difícil demais”.

Basicamente, essas historinhas servem para disfarçar essa incompetência comportamental. E que consequentemente comprometem a nossa personalidade, já que são ligadas as nossas crenças e nossos valores.

Sobretudo, a partir do momento que a pessoa vai desenvolvendo a inteligência emocional, mais autoconfiança ela vai adquirindo.

“A partir do momento que vamos trabalhando nossa musculatura emocional, vamos gerando mais confiança, mais estabilidade, clareza na tomada de decisões e isso automaticamente vai quebrando essas historinhas. Até porque, por meio do processo de ressignificação de crenças, a pessoa dá um novo sentido aquilo que muitas vezes ela ouviu e sentiu.” Afirma a Gê.

Por isso, para a Geovanka “é muito importante a pessoa desenvolver a inteligência emocional, pois assim ela quebrará padrões limitantes e consequentemente, irá parar de contar historinhas para si. E claro, conseguirá ir muito mais além.”

5 passos para alcançar sua inteligência emocional

5 passos para alcançar sua inteligência emocional
Fonte: Blog Alfa Colégio – 5 passos para alcançar sua inteligência emocional
  1. Não se preocupe tanto com o que as pessoas vão dizer;
  2. Não se compare tanto com as outras pessoas;
  3. Se torne um mestre na arte de ressignificar eventos do seu passado;
  4. Aumente o seu nível de resiliência;
  5. Termine tudo que você começa, não desista antes da hora.

Enfim, espero que tenha aperfeiçoado a sua inteligência emocional e tenha aprendido a lidar melhor com as famosas historinhas.

Vem conferir mais uma matéria do blog: Receitas de doces fáceis- Confira 10 receitas deliciosas e super fáceis

Fontes: Geovanka Lima, Youtube, Youtube

Imagem de destaque: Marmo Contábil

Emilly Krishna em blogbeyou
Meu nome é Emilly Krishna, tenho 23 anos, nasci em Caldas Novas, mas moro atualmente em Goiânia.

Sou formada em Jornalismo desde o final de 2019, e atualmente trabalho com a parte de assessoria de comunicação e como social media para mais de 10 marcas.

Sou viciada em café, amo animais e cachoeiras. Gosto de ser leve, apesar do meu jeito "nervosa de ser". Sou geminiana com ascendente em câncer, E não sou duas caras, como vocês gostam de taxar os geminianos. Ás vezes bipolar e muito chorona kekek.

Sou sonhadora, determinada, trabalhadora e amo praticar atividade física. E claro, sou a idealizadora de todo o universo Be You.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.