Pular para o conteúdo
Início » O que é a pílula do dia seguinte e por que é muito importante saber como usa-la?

O que é a pílula do dia seguinte e por que é muito importante saber como usa-la?

Por que a pílula do dia seguinte é recomendada para casos de emergências?

Acho bom começar esse texto falando que o importante da pílula do dia seguinte é que ela é uma pílula emergencial. Ela pode acarretar riscos à saúde. Além disso, como o nome popular diz, faz efeito realmente no dia seguinte. Ou até dentro de um período de 72 horas.

Exceção ao nome é que não precisa bem esperar de fato o dia seguinte. Contudo, tome o mais rápido possível após a relação sexual desprotegida. Não vá tomar uma semana depois. Isso porque que não vai adiantar não, mia amiga!

Dito isso, vamos lá!

O que é a pílula do dia seguinte
Tomar pílula do dia seguinte com frequência pode acarretar riscos à saúde. (Foto: Reprodução)

De acordo com estudo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), metade das mulheres com idades entre 15 e 44 anos, de São Paulo, já utilizou a pílula do dia seguinte. Contudo, o fato de usar esse medicamento com frequência é prejudicial.

Portanto, não deve ser utilizada como método contraceptivo constante. Contudo sim em caso de emergência. Por exemplo, caso a camisinha estoure durante uma relação sexual.

Pílula do dia seguinte x Anticoncepcional diário

O que é a pílula do dia seguinte?
Conheça a diferença entre o anticoncepcional comum, e a pílula do dia seguinte. (Foto: Reprodução/ shutterstock)

O que é a pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte é uma bomba de hormônios. Portanto, uma lista de efeitos colaterais pode ser encontrada na bula (Confira abaixo). A principal diferença dela com um anticoncepcional diário é a quantidade de hormônio condensado em um único comprimido.

Quando tomar a pílula do dia seguinte?

Quando tomar a pílula do dia seguinte?
É importante tomar a pílula apenas em casos de emergência. (Foto: Reprodução/shutterstock)

A orientação é tomar a pílula do dia seguinte em casos de emergência. Quando há falha de um anticonceptivo e existe o risco de uma gravidez indesejada. É necessário ingerir o comprimido o mais rápido possível após o coito. No entanto, no máximo 72 horas após a relação sexual.

Recomenda-se a pílula nas seguintes situações:

  • Relação sexual sem ou que tenha ocorrido o rompimento do preservativo;
  • Esquecimento do anticoncepcional;
  • Casos de violência sexual;
  • Expulsão do DIU;

Como tomar a pílula do dia seguinte

Como tomar a pílula do dia seguinte
Ingerir a pílula acompanhada e água ou outro alimento. (Foto: Reprodução/ shutterstock)

É importante ingerir a pílula acompanhada de água ou outro alimento. Todavia, em caso de vômito ou diarreia em até três horas após ter tomado, é necessário ingerir outra. Isso porque o corpo expeliu a pílula do dia seguinte antes dela agir.

Quais os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

Quais os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?
Por ser uma bomba de hormônios, nosso corpo reage e acarreta efeitos colaterais. (Foto: Reprodução)

Por ser uma bomba de hormônios, nosso corpo reage e acarreta uma série de efeitos colaterais. De imediato, os efeitos mais comuns são náusea, dor de cabeça e cansaço.

No entanto, além desses, é “normal” sentir dores nas mamas, dores abdominais, vômito, sangramento vaginal. Além disso, a menstruação seguinte costuma atrasar porque o corpo estará buscando se equilibrar hormonalmente de novo.  Em alguns casos, o ciclo demora até três meses para se normalizar.

Quais as contraindicação da pílula do dia seguinte?

Quais as contraindicação da pílula do dia seguinte?
Saiba que alguns medicamentos diminuem a eficácia da pílula do dia seguinte. (Foto: Reprodução)

Primeiro, o uso frequente não é recomendado pelos médicos. Além disso, a pílula do dia seguinte também é contraindicada para mulheres que estão amamentando. Grávidas ou com suspeita de gravidez também não devem tomar.

É importante alertar também que alguns medicamentos como fenitoína, carbamazepina e Efavirenz reduzem o efeito do comprimido. Este último, pode reduzir em até 50%.

Fontes: Drauzio Varella, Tua Saúde, E aí, rolou

Gostou da matéria? Comente aqui!

Confira mais uma matéria do Blog Be You: Orgasmo na gravidez, é possível? Vem conferir

Larissa Lopes em blogbeyou
Meu nome é Larissa Lopes, tenho 24 anos, nasci em Uruaçu, interior de Goiás, e moro em Goiânia desde os meus 18.
Sou aquariana e recentemente descobri que meu ascendente é em Áries. Antes eu achava que era em Touro, e quando descobri que não, chorei uns três dias (kkkkcrying).
Sou jornalista e atualmente trabalho em rádio, meio de comunicação que amo desde a faculdade. Já passei por redações on-line e também por Assessoria de Imprensa.
Amo o mundo da comunicação e conhecer sobre os mais diversos assuntos como moda, mundo pop e política.
Larissa Lopes

Deixe um comentário