Pular para o conteúdo
Início » Sexo lésbico seguro: o que preciso saber ?

Sexo lésbico seguro: o que preciso saber ?

Sexo lésbico é seguro?

Temos que cuidar da nossa saúde sexual. Vamos dar algumas dicas para sexo lésbico seguro e com todas as precauções.

Sexo lésbico é seguro?
Foto: Liliane Benedet – Confira as precauções durante o sexo lésbico seguro

Muito é falado sobre a proteção sexual em relação ao sexo entre um homem e uma mulher. Mas as relações entre duas mulheres também precisa de cuidados para evitar doenças. Mesmo não tendo o risco de gravidez, o sexo lésbico pode transmitir doenças como ISTs, gonorreia, sífilis, hepatite, clamídia e entre outros.

Em primeiro lugar é importante frequentar uma ginecologista e conhecer bem seu corpo. O sexo lésbico pode ter contato entre as vulvas, os dedos ou até alguns itens sexuais que precisam ser higienizados. Ou seja, é bom lembrar que a higienização é o primeiro ponto para a proteção.

Vamos dar algumas dicas para se ter um sexo lésbico seguro:

Sexo lésbico seguro

1- Cuidado com as mãos antes do sexo

As mãos são muito utilizadas durante a relação sexual. Então, é preciso ter um cuidado redobrado com a sua limpeza e lavar as mãos antes do sexo. É sempre bom estar com as unhas cortadas e frequentar uma manicure. Além disso, existe também luvas e as dedeiras que facilitam na proteção das mãos. Desta forma você aumenta o cuidado com a sua parceira e evita a transmissão de bactérias e doenças.

2- Durante a menstruação é seguro ter sexo?

É claro que não tem como controlar as vezes que o tesão aumenta, mas as ginecologistas alertam que é bom evitar ter relações sexuais durante o período de menstruação. O sangue menstrual pode ter algumas bactérias ou doenças que podem ser transmitidas através do contato sanguíneo com outra pessoa. Caso a vontade não passe você pode utilizar os sex toys e ter o cuidado com a sua higienização.

Sexo lésbico seguro
Credito: Nicolle Velcro – o sexo oral também precisa de proteção e conhecimento durante a relação sexual

Não perca estas postagens do Blog Be You

3 – Sexo oral no sexo lésbico

O sexo oral é o mais difícil em precaução durante o sexo lésbico. Isso porque ainda não existe proteção para ele especificamente. Nesse caso muitas pessoas tem que agir no improviso. É possível recortar o preservativo (masculino ou feminino) para servir de barreira. Atualmente existe o Dental Dam, que é uma folha quadrada de 15 cm, comum em consultório do dentista, feita de nitrila ou de látex.

4- Não deixe de ir ao ginecologista

A consulta ginecológica é uma outra forma de se praticar um sexo lésbico seguro. Sempre tem haver um dialogo com a sua médica e papo reto de tudo que está acontecendo com ser corpo. Isso pode ajudar com a precaução de doenças.

Fotos: Extra FM – converse com sua parceira sobre tudo que acontece no seu corpo para ter um sexo lésbico seguro

5 – Bom diálogo

Enquanto ainda faltam opções de proteção durante o sexo lésbico, o importante é se cuidar e cuidar da outra. Então, seja sempre sincera com a sua parceira. Um bom diálogo resolve tudo.

E claro, a principal dica é: Aproveite muito! Com todos os cuidados dá para curtir bastante. Afinal, sexo sempre é um bom remédio.

Gostou das dicas ? Comente aqui!

Leia também: Body shaming: o que é e por que as mulheres sofrem mais?

Fontes: e aí rolou?, IG, BuzzFeed, hysteria

Luara Ariel em blogbeyou
Meu nome é Luara Ariel, tenho 24 anos, nasci em Goiânia. Sou uma taurina nata e adoro tudo que envolva comida kkkkk. Sou formada em Jornalismo e já trabalhei como repórter e também na redação on-line. Já participei da cobertura de alguns eventos como as eleiçõese copa do mundo. Atualmente sou corretora de imóveis. Amo tudo que envolva esporte, música e politica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.